domingo, outubro 21, 2007

O General-Donzela

Chove. As lágrimas de Iahweh lavam com profunda tristeza o sangue ainda quente derramado em um beco urbano qualquer, a exemplo da mãe que banha com choro o líquido vital do filho espargido no assoalho rude do barracão: foi executado enquanto escovava os dentes.

Chove e as mesmas lágrimas divinas são também o líquido seminal que insiste em manter ininterrupto o ciclo do vida, em uma persistência que soa incompreensível aos seres arquitetados com a precariedade do sangue e do amido.

Não se enganem: Iahweh dos Exércitos é um General que chora e sonha: chora sonhando. Suas palavras no livro de Zacarias não me deixam mentir:

"A Palavra de Iahweh dos Exércitos foi dirigida nos seguintes termos: Assim disse Iahweh dos Exércitos: experimento por Sião um grande ciúme, e em seu favor um grande ardor. Assim disse Iahweh. Voltarei a Sião e habiterei no meio de Jerusalém. Jerusalém será chamada Cidade-da-Fidelidade e a montanha de Iahweh dos Exércitos, Montanha Santa. Assim disse Iahweh dos Exércitos: velhos e velhas ainda se sentarão nas praças de Jerusalém, cada um com seu bastão na mão por causa da sua idade avançada. E as praças da cidade encher-se-ão de crianças, de meninos e meninas que brincarão em suas praças." (Zc. 8:1-5 - Bíblia de Jerusalém, Nova Edição Revista)

Iahweh, meus amigos, não obstante o traje verde-oliva, não obstante o título gravado na plaqueta de metal, não é exatamente um General de Guerra, é antes uma donzela sonhadora, um jovem com o peito estufado de utopias. Talvez um poeta romântico.

* * * *

4 comentários:

Felipe Fanuel disse...

Saudações Alysson!

Iahweh era um deus da montanha. Foi posto na posição de frente do exército por razões óbvias de fé em um tempo onde os deuses contavam muito na hora da guerra. Mas sua característica é ficar nos montes, andar no meio do povo, ser como o povo. Os sonhos proféticos ridicularizavam também o vício de fazer uma única característica divina como a realidade última de nossa existência. Usando a sua interpretação: ele até pode ser dos exércitos, mas tem muito de donzela sonhadora.

Uma semana de paz.

alealb disse...

gostei do post...
beijos,
alê

Lou Mello disse...

Sem dúvida, ele é um poeta romântico e sonhador.

Anderson disse...

E ainda há quem recuse enxergar a face feminina de Deus. Ora, quantas vezes O leio em Sua Palavra e penso mais numa mãe que num pai?