sábado, setembro 29, 2007

Teologia do traste


Ofereço-lhes mais uma beleza deste filho do Pantanal. Um convite a refletir sobre os estragos de que é capaz nossa cultura patriarcal, sempre a cobrir com pólvora suas invenções abstratas. Abrir os tímpanos ao clamor da Tellus Mater (Terra Mãe), ao assobio de seus poetas e pássaros, é uma experiência, no mínimo, iluminadora.

Manoel de Barros em Poemas Rupestres

As coisas jogadas fora por motivo de traste
são objetos da minha estima.
Prediletamente latas.
Latas são pessoas léxicas pobres porém concretas.
Se você jogar na terra por motivos de traste uma
lata: mendigos, cozinheiras e até poetas podem
pegar.
Por isso eu acho as latas mais suficientes, por
exemplo, do que as idéias.
Porque as idéias sendo objetos concebidos pelo
espírito, elas são abstratas.
Se você jogar um objeto abstrato na terra por
motivo de traste, ninguém pode pegar.
Por isso eu acho as latas mais suficientes.
A gente pega uma lata, enche de areia e sai
puxando pela rua moda um caminhão de areia.
E as idéias por serem um objeto abstrato concebido
pelo espírito, não dá para encher de areia.
Por isso eu acho a lata mais suficiente.
Idéias são a luz do espírito — a gente sabe.
Há idéias luminosas — a gente sabe.
Mas elas inventaram a bomba atômica, a bomba
atômica, a bomba atôm....................................
....................................................................Agora
Eu queria que os vermes iluminassem.
Eu queria que os trastes iluminassem.

* * * *

4 comentários:

Daniel disse...

Desde o final do mês de Junho que fiquei sem possibilidades sem fazer nenhum artigo. Agora visto já ter Internet (ALELUIA), posso retornar a fazer o que gosto.
Desde já agradeço todas as visitas feitas ao meu blog (Biblos) e espero que retornem periodicamente.

danielaurelio.blogspot.com

Pablo Ramada disse...

Oi Alyson, bem vindo a comunidade Blogosfera Cristã

Ablagos

Tamara disse...

A-DO-REI o poema!

As latas são mais suficientes, gostei.

Direi isso quando ver lixos na rua. Porque eu fico tão indignada que da minha boca não sai nem idéias (risos).

B-joletas

Felipe Fanuel disse...

Essa fotografia é chocante. Não consegui nem ler o texto.