quarta-feira, abril 11, 2007

Crise existencial

Este blog está em crise existencial.

"Na economia da mídia e das celebridades, todo mundo quer ser reconhecido publicamente com um nome estampado na testa. O que a maioria dos blogs pessoais acaba fazendo, por exemplo, não é tornar pública a exceção e a diferença, mas tentar estender ao que é comum (já que na maioria todos se assemelham) o destaque público antes reservado à exceção. É a idéia “democrática” de que todo mundo é artista. Por direito. Por justiça. Não importa o que você faz, porque já não há critérios para avaliá-lo. O que conta é a imagem que promove de si mesmo. E, de fato, o que mais se vê nos diários da chamada blogosfera, já que não há edição, é a expressão despudorada do que pode haver de mais comum no ser humano: o ressentimento pelo que é diferente (a execração do outro) e o compadrio entre iguais (a troca de elogios entre aliados da mesma comunidade."
Bernardo Carvalho, escritor

* * * *

5 comentários:

Felipe Fanuel disse...

Cara,

Essa foi pesada, hein!

De fato, ultimamente tenho visitado blogs um tanto homogêneos demais. Isso não é tanto por vontade de querer achar gente que pensa igual a mim, mas por desejo de diálogo.

Mantive durante um tempo um debate com um colega que pensa totalmente contrário a mim (lado "b" da minha mente), acabei cansando das bravatas. Prefiro vir aqui no seu blog e nos de mais uns outros colegas blogueiros e blogueiras com os/as quais indentifico-me mais.

É gueto sim, mas ninguém agüenta viver na arena da polêmica pela polêmica. Hoje eu continuo indo lá e lendo tudo, mas nunca comento, só quando ele me pede.

Mas eu bem que ando criticando muita gente por aí, mesmo que seja por baixo dos panos, nas entrelinhas. As trocas de idéias são muito variadas. Há espaço para tudo. Quando se está mais aproximado ideologicamente, é mais fácil até mesmo criticar.

Um forte abraço.

Tamara disse...

O Bernardo Carvalho também deve estar (rs)!

Alysson Amorim disse...

Amigos,

Coloquei o texto do Bernardo como uma provocação, com o objetivo justamente de criar uma celeuma aqui.

Desde que comecei atualizar com frequência este blog - e em paralelo, visitar outros - tenho percebido que este "compadrio entre iguais" realmente é um fato na blogosfera. Isto é negativo? Também discordo do Bernardo, nem sempre é.

É bom trocar idéias com pessoas que se identificam ideologicamente comigo. Este diálogo de que você fala, Felipe - estes meses de diálogo - têm sido muito mais rico pra mim do que os anos que passei debatendo em Grupos de Discussão na internet. Os tais grupos estão repletos de gente profissionalizada em falácias.

Que a experiência de um blog é, repito, riquíssima, não nego. Mas não é essa a questão que quero levantar. A questão é: não seria ainda mais rica se abrisse espaço para o que pensa diferente?

Mas essa coisa do blog parece estruturado justamente pra excluir esse que pensa diferente. É limitado. Aqui se situa o meu lamento e a crise existencial do meu blog, que parece não ser maior do que a do Bernardo, Tamara. rsrs

Abs.

Janete Cardoso disse...

Oi, Alysson!
Polêmicas mais tumultuam do que surtem efeito, já que não tem conclusão. Acho que um blog não é o espaço ideal para isso. É como entrar na casa de alguém e querer mudar sua mobília de lugar; À mim, parece invasivo!
bjs

Mariangela disse...

"um blog não é o espaço ideal"

Concordo com a Janete! =)